sexta-feira, 8 de março de 2013

“Dia Internacional da Mulher”: comemorar o quê?"

Acordem mulherada... Poucas coisas são tão patéticas quanto "Dia Internacional da Mulher", "Dia Internacional da saúde Bucal", "Dia Internacional da Unha Encravada" e por aí vai. Hoje, por exemplo, é o dia em que mulheres tentam colocar mais autoestima em suas vidas por conta de frases feitas e poemas de autoajuda, enquanto que os homens tentam posa...r de "sensíveis", tecendo elogios de parachoque de caminhão e fazendo papel de galãs de novelas mexicanas. ACORDEM! "Dia Internacional da Mulher" é todo dia! Nos tempos atuais, as mulheres conquistaram patamares nunca antes vistos em termos de participação econômica e política no planeta. Mas do que isto adianta se as taxas de assassinatos causados pela violência doméstica e gravidez na adolescência permanecem em níveis alarmantes? As mulheres podem se orgulhar de suas participações no cenário global enquanto são maltratadas em seus cotidianos domésticos? Enquanto o aborto não for encarado como um problema de saúde pública? Enquanto as religiões continuarem a tratar as mulheres como "seres inferiores e submissas aos seus maridos"? Claro que não! Enquanto houver esta desigualdade, não há nada que comemorar. Guardem suas frases feitas, seus poemas de almanaque e seus sorrisos de plástico para quando realmente pudermos comemorar alguma coisa. Por enquanto, não dá... Hoje não é um dia para comemorar, é um dia para refletir...não há o que comemorar. E o pior é ter que ouvir demagogia de certos ''românticos''. Como costumo dizer: o dia internacional da mulher é um dia para lamentar, só teremos motivos para comemorar quando não houver mais a necessidade de escolher dias para homenagear grupos marginalizados. Este dia também funciona como um lembrete público de “a luta continua”. Espero ansiosamente pelo dia onde sentiremos (em relação a essas preocupações e fatos lamentáveis) somente uma inquietação suave: “Nossa, era isso que acontecia no passado? Ainda bem que a pré-história acabou no século XXI!”. É sabido,ou pelo menos deveria ser,que as comemorações,são datas para uma reflexão em algum fato ocorrido ou situação que necessite ser dado mais ênfase,porém,infelizmente,o objetivo é distorcido pelo consumismo.A Ética e o Respeito por tudo,são práticas que devemos exercitar todos os dias. Detesto esse tipo de separatismo. Somos seres humanos e ponto final!

Um comentário: