quarta-feira, 7 de julho de 2010

OS PCNS E A EDUCAÇÃO BRASILEIRA CONTEMPORANEA

Segundo os PCNS, A educação na sociedade contemporânea está estruturada em eixos que são:
• Aprender a conhecer
A educação é feita de forma ampla com possibilidade de aprofundamento em determinada área de conhecimento; dando condições de se viver dignamente, desenvolvendo possibilidades pessoais e profissionais,se comunicando, desenvolvendo uma curiosidade intelectual, estimulando o senso crítico e permitindo compreender o real.
“Aprender a conhecer garante o aprender a aprender e constitui o passaporte para a educação permanente, na medida em que fornece as bases para continuar aprendendo ao longo da vida.”

• Aprender a fazer
Hoje em dia é necessário o desenvolvimento de habilidades e o estímulo ao surgimento de novas aptidões. Mostrar que a teoria está ligada a prática.
• Aprender a viver
É o desenvolvimento do trabalho em equipe, é perceber as ligações existentes em cada projeto, é o aprender a viver juntos, de modo a permitir a realização de projetos comuns ou a gestão inteligente dos conflitos inevitáveis.

• Aprender a ser
A educação deve estar comprometida com o desenvolvimento total da pessoa. A escola deve preparar o cidadão a fim de que ele possa ter pensamentos autônomos, que ele saiba criticar e tomar decisões por si mesmo. Ele deve ter liberdade de pensamento, sentimento e imaginação no intuito de desenvolver seus talentos. Em suma, deve-se preparar o aluno para a vida.
Nesse contexto temos então que o currículo deve ser elaborado e sempre revisado em torno dos eixos estruturais que são os orientadores da seleção de conteúdos significativos, tendo em vista as competências e habilidades que se pretende desenvolver nesse nível de ensino.
De acordo com a lei nº 9.394/96 temos que os currículos, tanto no Ensino Fundamental e Médio, devem ter uma “Base Nacional Comum”, isto é, em todo território nacional os currículos devem ter pelo menos um mínimo necessário comum a todos, porém em cada região esse mínimo deve ser adaptado a cultura e tradição do local, sendo que o prosseguimento dos estudos é meta em qualquer lugar. Essa base tem como objetivo construir habilidades e competências a fim de que o aluno; por exemplo; possa aplicar um algoritmo aprendido na aula em um problema vivido fora do ambiente escolar e para que ele chegue a esse patamar é necessária a presença do professor para auxilia-lo. Essa educação geral é a preparação básica para o trabalho, porque ela quer levar o aluno a buscar e gerar informações e utiliza-las em situações concretas seja na produção de bens ou na prestação de serviços.
A reforma curricular do Ensino Médio estabelece a divisão do conhecimento escolar em áreas, segundo o PCN tal divisão ocorre para que na prática escolar se desenvolva; assim como no nosso dia-a-dia, a interdisciplinaridade. Vamos então analisar essas áreas.
• Linguagens, códigos e suas tecnologias.
A principal razão para qualquer ato de linguagem é a produção de sentido.
Elementos e regras:
- língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria interioridade;
- domínio de língua estrangeira, pois ela amplia a possibilidade de acesso a outras pessoas, culturas e informações;
- uso da informática como meio de informação, comunicação e resolução de problemas;
- artes, incluindo literatura;
- atividades físicas e desportivas;
No mundo atual a reflexão sobre a linguagem e seus sistemas, é mais do que necessidade é uma garantia de participação ativa na vida social; a cidadania desejada.

• Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias
Pretende-se que o aluno entenda os fenômenos ocorridos no mundo através da compreensão e da utilização dos conhecimentos científicos,e que também ele possa planejar, executar e avaliar estratégias de trabalho centradas na solução de problemas. Deve-se mostrar que a Matemática é uma linguagem que tenta traduzir o real e ainda é um instrumento utilizado em muitos outros ramos da ciência com a função de comunicação e esclarecimento.

• Ciências Humanas e suas Tecnologias
Busca-se a extensão da cidadania, que leve o aluno a conhecer o uso dos direitos e deveres do cidadão, bem como o desenvolvimento da consciência cívica e social. Também é buscado o desenvolvimento de competências e habilidades para que o aluno entenda que a sociedade da qual ele participa é fruto de construção humana e possui uma história em que ele também faz parte; para que ele possa compreender os processos de sociabilidade humana tanto coletivamente como individualmente.


Postado por José Neto da silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário